FOTODEPILAÇÃO

A fotoepilação, mais conhecida popularmente como fotodepilação, consiste na eliminação do pelo através da IPL (Luz Intensa Pulsada). O calor desta luz é absorvido pela melanina presente no pelo, provocando um superaquecimento do folículo piloso e das células germinativas que ficam ao seu redor, destruindo assim folículo e os vasos que nutrem.
A fotodepilação poderá eliminar de 70% a 90% dos pelos, dependendo de alguns fatores que determinarão o número de sessões necessárias para se completar o tratamento. Alguns dos fatores que influenciam são: cor da pele, área a tratar, características do pelo, sexo, idade e estado hormonal do cliente. É o método mais eficaz para eliminar os indesejáveis pelos, além de ser ótimo para amenizar as foliculites e pseudofoliculites.

Os pelos não se encontram todos na mesma fase inicial de crescimento (fase anágena), é a melhor fase para tratamento com IPL (Luz Intensa Pulsada), e por esta razão são necessárias algumas aplicações de luz pulsada em intervalos distintos para cada região da pele, onde em cada sessão, uma parte dos pelos e a capacidade de produção deles são eliminadas. Nas sessões subsequentes, é conseguido um resultado progressivamente melhor.

É muito importante salientar que a fotodepilação é definitiva progressiva e não definitiva por si só.  A nossa pele é um órgão vivo e em constante regeneração. Então é por isso que após finalizar o tratamento poderão ser necessárias sessões de manutenção, que podem variar de seis em seis meses ou de ano a ano, dependendo de pessoa para pessoa.

Indicações:

•  Eliminação progressiva do pelo de fototipos I a V
•  Melhora de Foliculites e Pseudofoliculites
• Hirsutismo (crescimento de pelos característico de regiões masculinas em mulheres. Exemplo: Queixo, malar, buço) de fototipos de I a V

 Contra indicações

• Medicações fotossensibilizantes (Roacutan – últimos 6 meses)
• Pele com bronzeado ativo (primeiros 10 dias)
• Dermatoses desencadeadas ou agravadas pela luz
• Diabetes
• Gravidez e amamentação
• Lesões malignas
• Sobre tatuagens
• Patologias cutâneas (vitiligo, lúpus, doenças fotossensibilizantes)
• Patologias neurológicas
• Patologias autoimunes
• Imunodeficientes
• Epiléticos
• Histórico de câncer de pele
• Dificuldades na coagulação sanguínea
• Cirurgias recentes
• Infecção ativa de herpes simples (caso seja na área tratada)
• Fototipo alto (pele negra intensa)

Recomendações

Avaliação Prévia – Será preciso uma avaliação da coloração de pele (segundo a classificação de Fitzpatrick) e cor e espessura do pelo.

Antes da sessão:
• Raspar, com lâmina, a área no máximo 1 dia antes da sessão;
• Interromper no mínimo 30 dias antes da sessão qualquer tipo de depilação que arranque o pêlo pela raiz (cera, uso de pinças, etc);
• Não utilizar medicamentos fotossensibilizante antes da sessão;
• Evitar o bronzeamento (natural ou artificial) ou o uso de bronzeadores, 10 dias antes e 10 depois da sessão;
• Não utilizar os peelings (ácidos em geral), consulte-nos o tempo necessário para a realização da sessão;

• Interromper o uso de cremes compostos por vitamina A e ácido retinóico (creme anti-idade), 7 dias antes da sessão;
• Não utilizar cremes depilatórios e/ou cremes descolorantes, 10 dias antes da sessão;

No dia da sessão:
• Não utilizar desodorantes, cremes ou maquiagens;
• Evitar o uso de roupas justas, ou de tecidos grossos.

Depois da sessão:
• Não usar produtos contendo álcool por até 3 dias após a sessão;
• Evitar utilizar água quente e fazer atividades que aumentem o calor corporal nas 24 horas seguintes a sessão;
• Usar protetor solar com mínimo de 30 FPS, indispensavelmente nas 48 horas antes e depois do tratamento;

Perguntas frequentes

O que é Fotodepilação?
É um método de depilação que utiliza a Luz Intensa Pulsada, proporcionando resultados duradouros, indolores e eficazes.

O que é Luz Intensa Pulsada?
É uma luz visível, semelhante a um flash de câmera fotográfica. É uma luz não coerente, que emite múltiplos comprimentos de onda, de grande intensidade, mas pouco agressiva para a pele.
Ela tem sido empregada para o tratamento de redução de pelos corporais e faciais e para o tratamento de fotorrejuvenescimento.

Qual é o preço da área/sessão?
São R$ 69,00 por área. Consultar tabela e pacotes.

Quantas sessões são necessárias?
A quantidade de sessões dependerá de pessoa para pessoa, pois cada uma reage de uma forma diferente, dependendo de vários fatores tais como: cor do pelo, cor da pele, frequência correta entre as sessões, espessura do pelo, idade, sexo, sistema hormonal e etc. Mas geralmente em média, são necessárias 8 sessões podendo ser necessárias mais ou menos para se obter um resultado satisfatório. O número final de sessões dependerá de diversos fatores como: fototipo da pele, características do pelo, área a ser tratada, idade, sexo e estado hormonal do cliente.
Vale lembrar que a pele é um órgão vivo e está sempre se regenerando, então podem surgir novos pelos. Por isso, sugerimos que seja feita a sessão de manutenção.

Quais são as áreas que posso tratar?
Lábio superior (buço), bochecha, queixo, costeletas, testa, aréola, linha alba, perianal face completa, pescoço, nuca, axilas, ombros, virilha, mãos, pés
peitoral, abdômen, meia perna, coxas, costas, lombar, braços, antebraços, glúteos.
Áreas do rosto (buço, barba…) por possuírem características especiais não podem ser igualadas nos resultados como qualquer outra área do corpo. Os resultados nestas áreas costumam ser mais demorados.

A fotodepilação é definitiva?
Não. Hoje em dia não existe nenhuma técnica que permita a eliminação total dos pelos. A Fotoepilação é definitiva progressiva e não definitiva por si só. Em qualquer momento da nossa vida, podemos ter algum distúrbio hormonal ou de caráter nervoso e despertar folículos adormecidos. A nossa pele é um órgão vivo e em constante regeneração. Então é por isso que após finalizar o tratamento poderão ser necessárias sessões de manutenção, que podem variar de seis em seis meses ou de ano a ano, dependendo de pessoa para pessoa.

Qual a diferença entre Fotodepilação e Depilação a Laser?
Fotodepilação X laser: dois métodos de depilação bastante diferentes entre si! A fotodepilação com luz pulsada é uma técnica de depilação mais recente que a depilação a laser. A fotodepilação e a depilação a laser são duas conhecidas técnicas de depilação, sobre as quais já foram efetuados vários estudos por parte de dermatologistas e, como tal, é natural que existam diferenças significativas entre os dois tipos de tratamento de depilação. Poderemos dizer que a fotodepilação é um tratamento mais seguro e indolor que a depilação a laser.
Por outro lado, a depilação a laser é uma tecnologia de remoção de pelos bem mais dispendiosa do que a fotodepilação com luz pulsada. Este fato, torna a fotodepilação num método muito mais interessante que a depilação a laser.
As temperaturas atingidas num tratamento de fotodepilação são na ordem dos 70ºC, enquanto que num tratamento de depilação a laser são de 300ºC. Assim sendo, o risco de queimaduras ou de pigmentação são bastante mais reduzidos na fotodepilação.
Relativamente à eficácia nos vários tipos de pelos, a depilação a laser leva vantagem, pois a fotodepilação não é eficaz em tipos de pelos ruivos, brancos ou louros claros. Além disso, também não se adequa aos tratamentos para a pele negra. Isso se deve ao fato de, o tratamento de fotodepilação depender da capacidade de absorção de luz da melanina. Os pelos com menos melanina (ruivos, brancos ou louros claros), não absorve tão eficazmente a luz.
Para que haja bons resultados num tratamento de fotodepilação, é necessário que a pele seja mais clara que o pelo. Caso contrário aconselha-se um tratamento de depilação a laser.
Para concluir poderemos afirmar que os dois métodos têm as suas vantagens e desvantagens. As principais vantagens da fotodepilação são o seu preço mais acessível, ser mais segura e indolor. As principais desvantagens da fotodepilação são a sua ineficácia nas peles escuras e nos pelos claros. Nestes casos, a depilação a laser leva, claramente, vantagem.

A Fotodepilação é segura?
Não existem complicações decorrentes ao tratamento de Fotodepilação, desde que esta seja realizada corretamente. Antes de iniciar o tratamento serão realizadas várias perguntas para detectar possíveis contraindicações tais como diabete, epilepsia, em tratamento com algum tipo de medicamento que possa ser fotossensível, gravidez, queloide, entre outras.
Além disso, é muito importante seguir as orientações dadas no início do tratamento para que se garanta que a pele não sofra nenhum tipo de agressão.

Mulheres grávidas podem fazer o tratamento?
Não, pois nessa fase há alterações no sistema hormonal. Durante a amamentação também não é indicado antes do 3º mês. E caso fique grávida durante o tratamento, este deve ser interrompido.

Quais são as vantagens da Fotodepilação em relação à depilação a cera?
Além de ser um método indolor, a Fotodepilação oferece resultados duradouros, onde você não precisará mais ficar com a preocupação em estar constantemente depilando! Também é uma solução muito indicada para as pessoas que têm problemas com pelos encravados, as famosas foliculites. O uso prolongado de cera em áreas como axilas e virilha pode escurecer a pele, e a Fotodepilação ajuda a clarear estas áreas.

Posso depilar com cera entre as sessões?
Não. Todo o procedimento que arranca os pelos pela raiz prejudica a eficácia do tratamento. Só é permitido usar lâmina ou creme depilatório.

Quanto tempo demora a sessão?
Vai depender do tamanho da área a ser tratada, que pode variar de 10 min à 1h.

Posso tomar sol?
Não. Evitar o bronzeamento (natural ou artificial) ou o uso de bronzeadores, 20 dias antes e 10 dias depois da sessão.

A luz pulsada serve para todo tipo e cor de pelo?
Não. A Luz Intensa Pulsada atua sobre a melanina, que é responsável pela coloração escura do pelo, e se o pelo tiver muito pouca melanina, no caso de pelos muito claros ou brancos, o tratamento não terá resultado satisfatório.

Pessoas de pele morena escura ou negra podem fazer o tratamento com a Luz Intensa Pulsada?
Não é aconselhável o tratamento para esses tons de pele, já que a Luz Pulsada pode confundir o excesso de melanina com a pigmentação do pelo. Já em tipos de pele morenas mais claras se pode realizar o tratamento.

Se eu tiver poucos pelos, posso eliminá-los em uma só sessão?
Não. O pelo só é destruído durante a fase de crescimento e em uma mesma área, os pelos podem estar em diferentes fases de seu ciclo. Então, mesmo tendo pouca quantidade, é necessário fazer várias sessões para assim atingir todos os pelos na fase em que podem ser eliminados.

Posso ir à academia, fazer esportes, tomar banhos quentes ou sauna após o tratamento?
Não. É necessário aguardar um período de 48 horas após o tratamento para realizar qualquer uma atividade que implique no aumento da temperatura corporal. No dia do tratamento também se sugere que a pessoa use roupas de tecidos leves e evite roupas apertadas.

Qual o perigo associado à fotodepilação com luz pulsada?
Este tipo de tecnologia foi testada, e está aprovada pela FDA (FoodandDrugAdministration dos EUA). A luz pulsada atinge temperaturas mais baixas (70ºC) do que o laser (300ºC), o que quase elimina o risco de queimaduras ou de pigmentação, mantendo a eficácia dos resultados.

A fotodepilação com luz pulsada, dói?
Na fotodepilação com luz pulsada apenas se sente uma impressão de calor. A intensidade dessa sensação depende da sensibilidade de cada um.