A CRIOLIPOLISE é um tratamento que consiste na destruição das células de gordura devido à formação de microcristais dentro dessas, com posterior ruptura e reabsorção dessas células por nosso organismo. O material resultante da degradação dessas células é metabolizado no fígado e eliminado. Desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, a criolipólise usa baixas temperaturas para acabar com a gordura localizada. O aparelho devidamente certificado pela FDA e ANVISA é colocado na superfície da pele, fazendo as células de gordura serem congeladas a temperaturas negativas para serem destruídas. A pele é protegida por uma película protetora , por isso não ocorre destruição das células da pele. É indicado para tratamento de pequenos acúmulos de gordura resistentes a dietas e exercícios físicos.

A Beauty&Co possui um protocolo exclusivo com excelentes resultados  – o método de alta performance – CRIO 360º

Normalmente sente se um desconforto nos primeiro 10 a 15 minutos, devido ao vácuo da ponteira e congelamento da gordura, logo após esse tempo o tratamento é totalmente indolor. O paciente pode sentir a região tratada um pouco dolorida, pode ter discreto edema e hematomas. Mas normalmente volta às suas atividades normais logo após a sessão , inclusive podendo praticar esporte no mesmo dia.

O paciente pode perder até 35 % da gordura localizada com apenas 1 sessão de criolipolise. Normalmente é indicada apenas 1 sessão e caso seja necessário pode ser repetida em 3 meses. É possível observar a redução de medidas em 30 dias, porém o resultado máximo será com 2 a 3 meses.

Contraindicação:

  • Gestantes
  • Hipersensibilidade ao frio,
  • Hérnias na região
  • Alterações cutaneas na região
  • Pós operatório imediato,
  • Problemas cardíacos
  • Doenças Autoimunes

DICA: Desconfie de preços baratos. Verifique sempre se a Clínica possui equipamentos com liberação da Anvisa e originais de fábrica. Existe ainda uma manta protetora da pele ( que deve ser individual e descartável) que caso seja reutilizada ou de má qualidade pode ocasionar danos a pele do paciente.

Dra. Luciana Luiza de Almeida – Biomédica Esteta
Membro da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética