Após um dia estressante, uma noite mal dormida, é comum acordar com olheiras, aquelas marcas profundas e de cores mais arroxeadas que se formam ao redor dos olhos. Mas há casos em que as olheiras são hereditárias, ou se tornam crônicas, quando aparecem com o avançar da idade, ou em quem se expõe muito ao sol.
Mancha escura que acontece ao redor dos olhos ou apenas abaixo deles, às vezes associada com afundamento da região.

Existem vários tipos de olheiras e, por isso, acometem desde jovens, adultos, até pessoas de mais idade.
Vários fatores contribuem para a formação das olheiras, como tendência individual e até mesmo genética, excesso de vasos sanguíneos ou de pigmentação (melanina) na pálpebra inferior.

A clínica possui a tecnologia mais inovadora atualmente que é o Elektra, um laser também utilizado no tratamento do melasma. Ele permite tratar os dois tipos de pigmento nas camadas superficiais e profundas e ainda é capaz de destruir os vasos que se encontram abaixo da pele. Também induz a formação de colágeno e melhora a profundidade existente na região, já fazendo o rejuvenescimento desta área. As sessões devem ser realizadas semanalmente, isoladamente, em um total de 3 a 6 sessões.

Para as diversas causas do aparecimento das olheiras existe um tipo de tratamento. Além do uso de cosméticos, tratamentos estéticos podem ser associados, como drenagem linfática, Luz intensa pulsada, laser fracionado e carboxiterapia (que oxigena a região) . Com os tratamentos, a região da pálpebra ganha em vigor e elasticidade, a flacidez diminui e, há o clareamento e, por consequência, também contribui muito para melhorar o aspecto geral do rosto.

Deixe uma resposta